Notícias

Análise de água e proteção das nascentes

20/09/16 - 11:51:49 (Administrador)
Alterado em: 20/09/16 às 14:14:23 por Administrador

Camila realizando a coleta da água

O Laboratório de Análise de Água do Ciscopar, juntamente com Emater, Primato, Secretaria do Meio Ambiente de Toledo, Infraestrutura Rural, Itaipu Binacional, Viveiro Municipal e Florir Toledo estão empenhados em proteger as nascentes de água utilizadas para consumo humano. Para isso, estamos realizando as análises das águas do Projeto “Proteção de Nascentes”. Esse trabalho começou em 2014 e o número de propriedades que recebem essa proteção de sua nascente só aumenta.


Para reduzir o impacto ambiental deverá ocorrer a recuperação da mata ciliar que, nestes casos, já deveria estar preservada. Contudo, algumas encontram-se parcialmente preservadas em função das lavouras. Segundo a lei federal 4.771/65, alterada pela lei 7.803/89 e a medida provisória nº 2.166-67/01, “Consideram-se de preservação permanente as áreas situadas nas nascentes, ainda que intermitentes e nos chamados “olhos d´água”, qualquer que seja a situação topográfica, devendo ter um raio mínimo de 50 metros de largura”.

Segundo a bióloga do Ciscopar, Camila Peiter Beninca, a preferência é que essa vegetação seja de nível primário, ou seja, floresta intocada. Como isso nem sempre é a realidade, o proprietário é orientado para que se esforce em proteger e fortalecer a floresta secundária, que é resultante de um processo natural de regeneração da vegetação, em áreas onde no passado houve corte raso da floresta primária. Para que isso ocorra o grupo Florir Toledo e o Viveiro Municipal fazem a doação de mudas de árvores nativas e nativas frutíferas, como por exemplo: Cedro, Canafístula, Pitanga, Goiabeira e Araçá.

É realizada uma análise microbiológica antes de iniciar o trabalho de proteção. Após alguns meses realiza-se novamente a análise para verificar se houveram alterações microbiológicas com a construção da proteção. A perspectiva é que a qualidade da água melhore, principalmente após a reconstrução da mata ciliar.

É importante que todos os produtores adotem essas práticas de proteção de nascentes, diminuindo assim a contaminação por Coliformes Totais, fecais (Escherichia coli) e por agrotóxicos existentes no entorno de sua propriedade. Todas essas ações contribuem para a preservação dos recursos hídricos, da paisagem, da estabilidade geológica, preserva a biodiversidade, protege a fauna, a flora e o solo além do bem estar das populações humanas.