Notícias

Encerramento da Aplicação do Palivizumabe 2017

23/08/17 - 13:56:36 (Douglas Caetano)

O palivizumabe é um anticorpo monoclonal IgG1 humanizado, direcionado para um epítopo no sítio antigênico A da proteína de fusão do vírus sincicial respiratório (VSR). Este anticorpo monoclonal humanizado é composto de 95% de sequências de aminoácidos humanos e 5% de murinos. O palivizumabe apresenta atividade neutralizante e inibitória da fusão contra o vírus sincicial respiratório (VSR). Palivizumabe foi inicialmente licenciado nos Estados Unidos em 1998 e na Europa em 1999 com extensão de seu licenciamento em 2003.

Palivizumabe é indicado para a prevenção de doença grave do trato respiratório inferior causada pelo vírus sincicial respiratório (VSR) em pacientes pediátricos com alto risco para doença por VSR.

O Governo do Estado, pelo terceiro ano consecutivo, disponibilizou gratuitamente na rede pública de saúde o Palivizumabe, medicamento indicado para aumentar a proteção de bebês prematuros contra a infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VRS).

Seguindo uma recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, o Governo do Paraná ampliou a faixa de acesso ao medicamento para proteger mais crianças.  O protocolo do Ministério da Saúde só indicava o Palivizumabe para bebês prematuros de três grupos: crianças menores de um ano de idade que nasceram prematuras, com idade gestacional menor ou igual a 28 semanas; crianças menores de dois anos com doença pulmonar crônica da prematuridade; crianças menores de 2 anos com doença cardíaca congênita, com repercussão hemodinâmica demonstrada.

Com a decisão do Governo do Estado, também têm direito ao Palivizumabe prematuros que nasceram entre 29 e 31 semanas e seis dias de gestação.

Na 20ª Regional de Saúde do Paraná o polo de aplicação do Palivizumabe é o Ciscopar, participantes deste o início da campanha. Este ano a aplicação ficou sob a responsabilidade da equipe do MACC (Modelo de Atenção as Condições Crônicas) onde são atendidas as crianças de risco intermediário e alto risco da Rede Mãe Parananese, sendo esta equipe treinada e capacitada ao atendimento a este público. Pelo terceiro ano consecutivo o Ciscopar realiza a aplicação do Pailivizumabe sem nenhuma intercorrência relacionada à aplicação do medicamento.

O último dia de aplicação do Palivizumabe no MACC ocorreu no dia 15/08/2017. Nas fotos o enfermeiro Marcos Soares juntamente com algumas mães e os bebês, assim como fotos da aplicação do medicamento.

 

Referências:

http://conitec.gov.br/images/Incorporados/Palivizumabe-VirusSincicial-final.pdf

http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=3067


Mural do Fotos